fbpx
MUSICBOX
Filtrar Eventospor data, mês e tipo...

Os Amantes vêm desde o Pará de coração cheio. A banda é um filho feito com o amor de Strobo e Jaloo, e chega dia 26 de Julho à Musicbox de rosa na boca, com um pop mergulhado em latinidades e um bilhete até às raízes sonoras do trio. Como estas origens que são sempre destacadas pela banda nas suas entrevistas, para além de na sua música, percebemos que é tempo de abrir o baú e de revelar. Os bilhetes para o concerto já estão disponíveis, num espetáculo onde ainda contaremos com Lucas Estrela e os próprios Strobo na abertura. O texto que se segue é da autoria d’Os Amantes:

Teddy Max – Ao pôr-do-sol

Um brega clássico, talvez um dos mais conhecidos da música Paraense e Amazônica. Uma letra 100% melosa com todos os clichês de uma música pop, de versos como “Ao pôr do sol eu vou lhe dizer que o nosso amor não pode morrer. Quando as estrelas do céu me tocarem irão dizer que a lua, eu fiz pra você. E então eu serei, amor, o sereno. E o luar será você, ardente de paixão, que raia no meu coração”. Mais pop e clichê impossível. Porém, 100% apaixonada.

Nazaré Pereira – Lua luar

Nazaré Pereira, radicada em Paris há 30 anos, é um dos grandes nomes do carimbó, ritmo paraense que conquistou o Brasil e o mundo. Por onde passa, o carimbó deixa suas marcas. “Lua Luar” influenciou os Amantes com sua pegada dançante e melodias que flutuam sob a atmosfera de uma noite de luar apaixonada.

Fruto Sensual – Está no ar

O brega paraense tem uma mania não muito saudável de se apropriar de hits internacionais, colocar outra letra em cima, mudar o tom e o ritmo de canções de muito sucesso. Aqui em “Está no ar”, Fruto Sensual faz isso com maestria. Tanto que muitas pessoas que nem sequer sabem que ela vem de “Total Eclipse of The Heart”, de Bonnie Tyler. E essa cara de pau, ousadia e ritmo contagiante tem tudo a ver com a música d’Os Amantes.

Beto Barbosa – Adocica

Na virada dos anos 1980 para 1990, um outro ritmo da música feita no Pará (terra d’Os Amantes) tomou conta de festas e rádios do Brasil inteiro: a lambada. Um ritmo feito estritamente para dançar junto, a dois, em coreografias e passos ousados em que apenas pessoas bem treinadas eram capaz de arriscar. E esse ritmo não poderia faltar na lista de influência d’Os Amantes.

Suzana Flag – Constraposto

No começo dos anos 2000, a banda Suzana Flag, da cidade de Castanhal, Pará, arrebatou corações indies na capital Belém e fez tanto sucesso que chegou a tocar no mesmo paco que abanda inglesa Placebo, em um show no Brasil. Da mesma cidade que Jaloo, Suzana Flag traz em Contraposto um verdadeiro hino indie de sua geração, e é aqui que a gente encontra essa faceta mais indie pop de algumas canções d’Os Amantes. 

X