Quinta, 3 Junho
19h30
A banda Clementine surgiu em meados de 2105 em Lisboa, quando Shelley Barradas (a.k.a. Frankie Wolf) e Helena Fagundes (a.k.a. Lena Huracán), que já haviam participado juntas em outros projetos musicais, como Vaiapraia ou The Dirty Coal Train, decidiram dar vazão às suas apaixonadas referências por bandas do movimento riot grrrl, como Bikini Kill e Sleater-Kinney, tanto como por clássicos ou nova guarda do punk, ou pós-punk, entre outras. A discografia de Clementine é composta pela demo Bobadela Sessions, de 2015, seguida pelo EP Tiger, lançado em 2016 e agora o álbum Motorhome, sendo estes dois últimos gravados por Gonçalo Formiga, dos Cave Story, e mixados pela baterista Helena Fagundes. A banda teve um hiato entre 2017 e 2018, em que tanto Shelley Barradas quanto Helena se dedicaram a outros projetos e trabalhos. O retorno da banda aconteceu no IndieLisboa 2019, com participação no filme Ela É Uma Música, de Francisca Marvão, e um concerto no evento do festival de cinema. No mesmo ano, Clementine voltou ao ativo, e deixou de ser um duo para ser agora um power trio, com a chegada da baixista Chris Bernardes. Em 2020, a curta-metragem Ruby, de Mariana Gaivão teve estreia, com duas músicas das Clementine em sua banda sonora: Hell On Wheels e Absolute Demolition. E foi lançado o álbum Motorhome, com 7 músicas inéditas e uma versão remix de Absolute Demolition, disponível pelo Bandcamp, Spotify e outras plataformas digitais.
Nos meses de maio e junho, as 12 salas de programação de música do Circuito em Lisboa vão abrir portas, pontualmente, para apresentar uma programação cultural ao vivo que envolve centenas de artistas e outros profissionais da música e resulta de um projeto conjunto apoiado pela Câmara Municipal de Lisboa. O concerto de Clementine no Musicbox está inserido na programação Circuito Lisboa. A atividade decorrerá respeitando as medidas e orientação da DGS em vigor, com lotação reduzida e lugares sentados em mesas.
Agenda completa em https://lisboa.circuito.live
X