Sexta, 18 Outubro
00h30
Henry Wu é um dos artistas na linha da frente da nova vaga de criatividade musical que está a brotar em Londres. Responsável pelo projecto mundialmente reconhecimento Yussef Kamaal, o nativo do sul de Londres assina trabalhos por algumas das melhores editoras underground do país (Eglo, Rhythm Section e 22a são apenas alguns dos exemplos). A sua abilidade para trabalhar elementos do jazz, broken beat e garage e criar algum inquestionavelmente moderno tem sido mundialmente aclamada, inclusivamente pelo Gilles Peterson, DJ Spinna e Benji B. Nómada musical, Mário da Motta Veiga, o nome por detrás de Oma Nata, tem vivido entre Reino Unido e Alemanha e absorvido toda a efervescência musical de cidades como Londres, Hamburgo ou Berlim. Influências do techno, dub, drum bass ou grime transformaram a sua percepção e abordagem à música. Em Maio de 2019 lançou o seu disco de estreia, "The Discovery", com texturas de jazz, eletrónica, dub e world music, mas que não se esgota nestas ou noutras categorias musicais. Tudo começou com um computador defeituoso e um erro que estavam a impedir Guilherme Tomé Ribeiro de produzir música sem interrupçoões. A persistência levou-o a criar a música que daria lugar ao seu primeiro EP. GPU Panic explora as texturas electrónicas num ambiente nostálgico e enigmático onde às vezes a voz ao fundo lidera a música e funde-se com os sintetizadores, linhas de baixos e batidas que nos guiam pelas suas canções. Guilherme Tomé Ribeiro participou na Red Bull Music Academy em Montreal em 2016, onde estreou o primeiro single do seu projecto, "Tanger".
X