Sábado, 25 Junho
21h30
Hause Plants
Na rotina do quotidiano, sonhar acordado pode impedir-nos de desvanecer. Para Guilherme Correia, que compõe, produz e grava a partir do seu quarto sob o nome de Hause Plants, esses sonhos chegam na forma de canções. Perdidas entre a vida urbana das saídas à noite, em dúvidas existenciais típicas da pós-adolescência e em temas como a ansiedade social, as canções de Hause Plants são bedroom pop na sua essência, mas existem para serem ouvidas e tocadas ao vivo, juntando a urgência e a vitalidade do post-punk dos anos 80 com as paisagens etéreas do dream pop e do shoegaze. “City Vocabulary”, misturada e masterizada pelo André Isidro (Ditch Days, Basset Hounds, Grand Sun), é o primeiro single de Hause Plants e a primeira amostra do que será “Public Speaking”, o EP de estreia com data de lançamento prevista para 2020. Com pulsação acelerada, guitarras fuzzy e uma atmosfera carregada de reverb, as melodias delicadas da voz de Guilherme Correia descrevem uma relação à distância pela lente de uma geração jovem sem medo das consequências. Em palco, Hause Plants, ou Guilherme Correia (Ditch Days/Huggs) apresenta-se na forma de trio, com Nobita (Drunkyard) no baixo e Jantónio Nunes da Silva (Huggs) na bateria.
https://www.youtube.com/watch?v=vkYZIR7ixlI
Marinho
Sempre franca, sempre relacionável. Em 2021 a Under The Radar Magazine apresentou-a como “a nova melhor exportação musical de Lisboa”. Através da sua música, Marinho faz as pazes com aquilo que encontra entre as expectativas demasiado romantizadas e a vida real. As resoluções surgem na forma de canções de folk-rock alternativo que juntou no seu álbum de estreia ~ (ler til). A sua escrita profundamente pessoal e confessional está seguramente a cimentar a sua crescente reputação.
https://www.youtube.com/watch?v=wUElPYEZ1aA
Jasmim
https://www.youtube.com/watch?v=d8Ot-PvreaQ
 
X